Quem sou eu

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brazil
Este é um espaço de troca de informações sobre Educação Patrimonial. Aqui você poderá, entre outras coisas, se informar sobre as ações educativas, cursos, oficinas e eventos que estão acontecendo nas Casas do Patrimônio do Rio de Janeiro. Seja bem-vindo!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Inscrições para o Prêmio Luiz de Castro Faria foram prorrogadas
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) prorrogou o prazo de inscrições para a 4° edição do Prêmio Luiz de Castro Faria, que vai selecionar pesquisas acadêmicas relativas à preservação do patrimônio arqueológico brasileiro.
Os interessados podem se inscrever, até o dia 2 de setembro de 2016, nas seguintes categorias: Monografia de Graduação, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado. A premiação vai de 5 a 15 mil reais, respectivamente.
Os trabalhos deverão ser entregues no Centro Nacional de Arqueologia, situado no endereço: SEPS 713/913 Bloco D 3º Andar - Edifício Iphan, Brasília/Distrito Federal – CEP: 70.390-135, impreterivelmente até às 18 horas (dezoito horas) do dia 02 de setembro de 2016, ou enviados por Correio (por correspondência registrada com Aviso de Recebimento - AR), até a data indicada, sendo o carimbo de postagem do Correio considerado como o comprovante de remessa no prazo.
Acesse a ficha de inscrição.
Confira o edital do Concurso.
Outras informações poderão ser obtidas junto ao Centro Nacional de Arqueologia:
Telefone: (61) 2024-6300
E-mail: premio.cna@iphan.gov.br

quarta-feira, 3 de agosto de 2016


 










Exposição de fotos no Museu do Trem é uma viagem no tempo
Cento e 17 fotografias de locomotivas, vagões, composições, além de estações ferroviárias, integram a exposição O Trem – ontem e hoje, no Museu do Trem, no Rio de Janeiro (RJ). Aberta ao público de 1° de agosto a 30 de setembro de 2016, a mostra reúne o trabalho dos fotógrafos Ângela Roumillac, Cris Dias, Paulinho Muniz, Ronaldo Muylaert, Uilmar Amorin, Antonio Agra, José Guilherme Moreira da Cunha, Pedro Dias, Simone Soares e Walace Veltri, de maneira documental e artística o universo das estradas de ferro de antigamente até os dias atuais.
Localizado bairro carioca Engenho de Dentro, o museu ocupa parte das antigas oficinas da extinta Rede Ferroviária Federal S. A. (RFFSA), que chegaram a ser o maior conjunto de instalações desse tipo na América Latina. Reformado e adaptado, o espaço foi inaugurado em 25 de fevereiro de 1984, sendo administrado pela RFFSA. Desde 2007, por ocasião da extinção da Rede, foi transferido para o Iphan.

O Museu
São destaques na sua exposição permanente a Baroneza, construída na Inglaterra em 1852 e a primeira locomotiva a trafegar no Brasil, quando da inauguração da Estrada de Ferro Mauá em 1854. O Carro Imperial, construído na Bélgica em 1886, que serviu ao imperador D. Pedro II e sua família. O Carro do Rei Alberto, construído nas Oficinas do Engenho de Dentro e adaptado exclusivamente para servir ao Rei da Bélgica, em 1922, por ocasião da sua visita ao Brasil. O Carro Presidencial, também construído nas Oficinas do Engenho de Dentro, que serviu ao Presidente Getúlio Dornelles Vargas, na década de 1930, entre outras peças.
De 1º de agosto a 30 de setembro de 2016 - de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h Rua Arquias Cordeiro, 1046 - Engenho de Dentro - Rio de Janeiro (RJ) Contato: (21) 2233-7483 e 2233-7711 / museudotrem.rj@iphan.gov.br - ENTRADA GRÁTIS 

----
Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3724/exposicao-no-museu-do-trem-e-uma-viagem-no-tempo
Lançamento de publicações no Rio de Janeiro celebra 80 anos do Iphan
O Rio de Janeiro é roteiro das comemorações de 80 anos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). No próximo dia 03 de agosto, o Paço Imperial sediará o lançamento de duas publicações que ressaltam a magnitude e complexidade do patrimônio cultural brasileiro.
O evento que ocorrerá às 17h30 apresenta à comunidade carioca a Coleção Lina Bo Bardi, de Marcelo Ferraz, e o livro Preservação do Patrimônio Edificado: A Questão do Uso, do arquiteto Cyro Corrêa Lyra.
Uma conversa com os autores também faz parte da programação e será aberta pela presidente do Iphan, Kátia Bogéa. O bate papo será mediado pelo Diretor do Departamento de Patrimônio Material do Iphan, Andrey Schlee, e contará também com outros diretores e técnicos do Instituto.
Coleção Lina Bo Bardi
Responsável por inovações estéticas na arquitetura nacional, a obra intelectual e profissional de Lina Bo Bardi estava em consonância com a herança libertária dos movimentos de vanguarda do início do século XX. Ela participou ativamente da produção cultural do país, ao lado de nomes como Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Athos Bulcão, Burle Marx, Portinari, o escultor Landucci e outros.
A coletânea sobre o trabalho da arquiteta ítalo-brasileira aborda seus principais projetos, a exemplo dos paulistanos: Museu de Arte de São Paulo (MASP); Teatro Oficina e Sesc Pompeia, além de própria residência, conhecida como Casa de Vidro, tombada pelo Iphan em 2007. O Museu de Arte Moderna da Bahia e a Casa de Cultura, em Recife são outras obras que revelam os traços de Bo Bardi.
Com seis exemplares, a publicação bilíngue (português e inglês) foi feita em parceria com a Edições Sesc São Paulo e o Instituto Lina Bo P.M Bardi, e traz depoimentos e escritos de Lina a respeito de seus projetos, somados às análises contemporâneas e farta ilustração. O leitor pode conferir textos, croquis, aquarelas, desenhos, fotos, reproduções de maquetes e construções.
 

Preservação do Patrimônio Edificado: A Questão do Uso
A outra publicação lançada faz parte da Coleção Arquitetura do Iphan e chama atenção para um aspecto central da política de preservação do patrimônio cultural nos dias de hoje: a intensificação e atualização do uso e da apropriação de monumentos e sítios urbanos protegidos. Em oito capítulos, o arquiteto Cyro Corrêa Lyra trata desde a reutilização do patrimônio edificado até a revitalização na obra de arquitetura, passando por uma exploração da experiência brasileira. 

O uso cotidiano da obra arquitetônica é objeto de indagação na primeira parte do livro que examina a importância dada ao assunto na história da preservação, destacando a experiência francesa, que influenciou a organização da proteção do patrimônio no Brasil, passando ainda pela utilização do patrimônio edificado nas resoluções internacionais. A segunda parte aborda a experiência brasileira por meio de uma revisão da história da ação federal de preservação do patrimônio construído, abrangendo a formação teórica e prática do arquiteto de patrimônio. O autor traz ainda uma síntese da ação e do pensamento sobre o patrimônio e encerra a segunda parte do livro apresentando dois exemplos de requalificação urbana da orla marítima: o projeto do parque do Flamengo e o projeto Porto Maravilha, ambos na cidade do Rio de Janeiro.
Local: Paço Imperial - Praça XV de Novembro, 48. Centro - Rio de Janeiro - Entrada gratuita
-----

Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3710/lancamento-de-publicacoes-no-rio-de-janeiro-celebra-80-anos-do-iphan
Sai resultado final das vagas reserva do PEP 2016
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) torna público o resultado final do processo seletivo das vagas reserva do Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI) e da Superintendência do Iphan no Espírito Santo, do Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural – 2016 (PEP/MP/IPHAN).
Os candidatos selecionados em primeiro lugar deverão entrar em contato com a Coordenação do Mestrado pelo e-mail mestrado.pep@iphan.gov.br para manifestarem seu interesse ou não em assumir a vaga. Em caso de desistência, poderá ser convocado o segundo colocado para o preenchimento da vaga.
Consulte o resultado final aqui. 

Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3718/sai-resultado-final-das-vagas-reserva-do-pep-2016 
Abertas as inscrições para concurso de monografias sobre folclore e cultura popular
Estão abertas até 17 de agosto as inscrições para o Concurso Sílvio Romero de Monografias sobre Folclore e Cultura Popular edição 2016. Criado em 1959, o prêmio é concedido anualmente pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) do Ministério da Cultura, por intermédio do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, com o fim de fomentar a pesquisa, estimulando a diversidade e a atualização da produção de conhecimento no país voltada para esse campo de estudos.
Os prêmios, nos valores de R$ 13 mil e R$ 10 mil, serão concedidos aos autores dos trabalhos classificados em primeiro e em segundo lugares, respectivamente. A critério da Comissão Julgadora ainda poderão ser indicadas até três menções honrosas, agraciadas exclusivamente com o título de destaque.
As monografias concorrentes deverão ser inéditas e ter por objeto temas do campo de estudos da cultura popular e do folclore brasileiros. A análise dos trabalhos concorrentes terá por base os seguintes critérios: contribuição ao aprofundamento e à renovação dos estudos de folclore e cultura popular; originalidade do tema e/ou abordagem; domínio de bibliografia especializada; consistência na argumentação e clareza na apresentação dos resultados; fundamentação teórica, quadro de referência conceitual e metodologia empregada; e desenvolvimento do trabalho com base em pesquisa de campo e/ou bibliográfica. O trabalho poderá ser individual ou de equipe, e cada autor só poderá concorrer com uma única monografia.
Os trabalhos deverão ser entregues ao Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, - Rua do Catete, 179, Catete, Rio de Janeiro, RJ, CEP 22.220-000 -, impreterivelmente, até às 18 horas do dia 17 de agosto, ou remetidos pelos Correios, sob registro, até a data indicada, sendo o carimbo de postagem o comprovante para a observância do prazo.
Os trabalhos vencedores e as menções honrosas serão anunciados no mês de dezembro, em dia a ser fixado. Acesse o edital no site do CNFCP.

Sílvio Romero
Sílvio Vasconcelos da Silveira Ramos Romero (Lagarto, Sergipe, 21 de abril de 1851 — 18 de junho de 1914) foi crítico literário, ensaista, poeta, filósofo, professor e político brasileiro. Cursou a Faculdade de Direito do Recife, entre 1868 e 1873. Na década de 1870 colaborou, como crítico literário, em vários periódicos pernambucanos e cariocas. Em 1875, foi eleito deputado provincial por Estância, em Sergipe.
Como resultado de pesquisas sobre o folclore brasileiro escreveu "O elemento popular na literatura do Brasil" e "Cantos populares do Brasil", tendo realizado para este, em 1883, uma viagem para Lisboa a fim de publicizá-lo.
Seu primeiro livro de poesia, "Cantos do fim do século", foi publicado em 1878. Sua poesia vincula-se à terceira geração do Romantismo, influenciada pela obra de Victor Hugo.
Em 1879 mudou-se para o Rio de Janeiro, tendo lecionado Filosofia no Colégio Pedro II entre 1881 e 1910. Em 1891 produziu artigos sobre ensino para o jornal carioca "Diário de Notícias", dirigido por Rui Barbosa. No mesmo ano, foi nomeado membro do Conselho de Instrução Superior por Benjamim Constant.
Foi um dos primeiros pensadores a se interessar por Antônio Conselheiro, o qual via como missionário vulgar que agregara em torno de si fanáticos depredadores. Seu amigo Euclides da Cunha, tendo sido enviado para Canudos, foi responsável pelo esclarecimento dos fatos ainda nebulosos para muitos intelectuais da época.
Entre 1900 e 1902 foi deputado federal pelo Partido Republicano, trabalhando na comissão encarregada de rever o Código Civil na função de relator-geral. De 1911 a 1912, ele residiu em Juiz de Fora, Minas Gerais, participando da vida intelectual da cidade, publicando poemas e outros escritos nos jornais locais, prefaciando livros, ministrando aulas no ensino superior e proferindo discursos.
Mais Informações: Setor de Difusão Cultural – CNFCP - Tel: (21) 3826-4327 

Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3709/abertas-as-inscricoes-para-concurso-de-monografias-sobre-folclore-e-cultura-popular 
Iphan-RJ recebe o projeto Encontro com Educadores
Dois encontros com educadores aconteceram nos dias 28 de junho e 26 de julho passados, no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Rio de Janeiro (Iphan-RJ). A finalidade era
discutir como implementar atividades em sala de aula tendo a arqueologia como temática.
A iniciativa fez parte de uma das ações de educação patrimonial que atendem ao programa de prospecção e monitoramento do patrimônio histórico e arqueológico na área de implantação do sistema Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).
Além dos encontros, as ações envolveram a edição de publicações com o tema arqueologia. Foram distribuídos nove mil folhetos educativos sobre a Arqueologia e a História do Centro do Rio. Já para escolas e educadores, foram produzidos dois mil exemplares da publicação Cadernos de Educação Patrimonial em Arqueologia: Arqueologia nas Ruas do Rio, contendo diversos artigos escritos pelos profissionais que atuam na pesquisa, entre os quais arqueólogos, engenheiros, arquitetos e historiadores.
Os projetos foram desenvolvidos pela Artefato Arqueologia & Patrimônio contratada pelo VLT Carioca, e receberam apoio institucional do Iphan em cumprimento às diretrizes apontadas pela instituição, estabelecendo que as ações de Educação Patrimonial devem manter diálogo com as comunidades envolvidas.
Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3706/arqueologia-sera-debatida-em-salas-de-aula-do-rio-de-janeiro

segunda-feira, 25 de julho de 2016


Programa de residência artística do Museu Bispo do Rosário está com inscrições abertas
O Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac), no Rio de Janeiro (RJ) abre, pela primeira vez, uma convocatória para o Casa B, sua programação de residências artísticas. A ação é um dos projetos contemplados no Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais 12ª Edição. Serão selecionados cinco artistas, cada qual oriundo de uma das regiões do país. Eles vão receber prêmios de R$ 6 mil cada um.
O museu fica na área da Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá (Zona Oeste do Rio), na antiga instituição psiquiátrica onde o sergipano Arthur Bispo do Rosário viveu, interno, por mais de 50 anos; e manteve seu ateliê, com seu acervo criativo. O período de duração das residências será de 1º a 31 de outubro de 2016. A seguir, eventos, a serem criados durante a atividade – tais como uma oficina – serão abertos à população, com entrada franca.  

Saiba mais clicando aqui!
Micsul 2016
Criado com o intuito de promover intercâmbio de conhecimento, produtos e serviços culturais e criativos, o Micsul é uma iniciativa dos Ministérios da Cultura de doze países da América do Sul, entre os quais Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Suriname, Peru, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Durante o Micsul, são produzidos negócios entre empreendedores, empresas ligadas à área cultural, produtores e artistas. 

Saiba mais clicando aqui!
Bibliotecas: cadastro na plataforma digital até dia 8
As bibliotecas públicas, comunitárias e pontos de leitura ganharam mais um prazo para o cadastramento de suas unidades na plataforma digital. O Ministério da Cultura (MinC) prorrogou o período de inscrições – que podem ser feitas até o dia 8 de agosto. A meta é cadastrar e atualizar cerca de seis mil bibliotecas e, até o momento, pelo menos 444 unidades se inscreveram na plataforma digital.
Saiba mais clicando aqui!

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Mestrado Profissional em Preservação abre vagas para recém-doutor
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) torna pública a realização de processo seletivo para o preenchimento de uma vaga de recém-doutor no Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural (PEP/MP) no Rio de Janeiro, mediante as condições estabelecidas no Edital.
Os interessados devem enviar a documentação solicitada até o dia 25 de julho de 2016, para o endereço eletrônico mestrado.pep@iphan.gov.br e poderão obter esclarecimentos adicionais que julgarem necessários junto à Coordenação do Mestrado, na Coordenação-Geral de Documentação e Pesquisa, pelo mesmo endereço eletrônico.
Consulte o Edital.

terça-feira, 5 de julho de 2016

SEC RJ e MinC abrem 800 vagas para curso online de Cultura e Gestão Cultural
Em mais uma ação integrada com o Ministério da Cultura, no próximo dia 12 de julho serão abertas 800 vagas para o MOOC "Cultura e Gestão Cultural".
MOOC (Massive Open Online Course, na sigla em inglês) é um curso massivo, aberto e online, planejado para atender a um grande número de alunos simultaneamente e destinado a aprimorar seus conhecimentos, com dinâmica cem por cento online. Para saber mais, leia a notícia no portal: http://sec.cecierj.edu.br/mooc/

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Abertas as inscrições para o Prêmio Luiz de Castro Faria – Edição 2016
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) abriu as inscrições para a 4° edição do Prêmio Luiz de Castro Faria, que vai selecionar pesquisas acadêmicas relativas à preservação do patrimônio arqueológico brasileiro.
Os interessados podem se inscrever nas seguintes categorias: Monografia de Graduação, Dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado. A premiação vai de 5 a 15 mil reais, respectivamente.
Os trabalhos deverão ser entregues no Centro Nacional de Arqueologia, situado no endereço: SEPS 713/913 Bloco D 3º Andar - Edifício Iphan, Brasília/Distrito Federal – CEP: 70.390-135, impreterivelmente até às 18 horas (dezoito horas) do dia 05 de agosto de 2016, ou enviados por Correio (por correspondência registrada com Aviso de Recebimento - AR), até a data indicada, sendo o carimbo de postagem do Correio considerado como o comprovante de remessa no prazo.
Acesse a ficha de inscrição.
Confira o edital do Concurso.
Outras informações poderão ser obtidas junto ao Centro Nacional de Arqueologia: Telefone: (61) 2024-6300 ou pelo e-mail: premio.cna@iphan.gov.br.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Até o dia 30 de junho, as instituições museológicas Ibero-Americanas poderão inscrever seus projetos ao 7º Prêmio Ibero-Americano de Educação e Museus. São 12 dias a mais para que instituições museológicas ibero-americanas, públicas ou privadas, sem fins lucrativos, apresentem seus projetos.
O edital e o formulário estão disponíveis na seção Convocatórias do Portal Ibermuseus, onde os interessados também encontrarão o edital e demais informações sobre o Prêmio.
Como nas edições anteriores, o Prêmio se divide em duas categorias: Categoria I – Projetos realizados ou em andamento; e Categoria II – Fomento a projetos em fase de elaboração e/ou planejamento. Para a primeira delas, serão outorgados três prêmios, e para a segunda, cinco, totalizando US$ 75 mil em prêmios. Além disso, serão concedidas menções honrosas aos primeiros 20 classificados.
Para concorrer, as instituições devem ter caráter cultural, educativo ou afim, além de estarem ligadas à administração pública (municipal, regional ou nacional) ou serem empresas privadas sem fins lucrativos.
Leia mais
Edital e inscrições
 

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Iphan e Centro Lucio Costa lançam primeira Chamada Pública de Curso de capacitação
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), por intermédio do Centro Regional de Formação em Gestão do Patrimônio - Centro Lucio Costa (CLC) -, Centro de Categoria II sob os auspícios da UNESCO, sediado no Rio de Janeiro, lança a sua primeira Chamada Pública de Curso de capacitação para gestores de bens culturais.
O curso é destinado aos profissionais de instituições públicas, responsáveis por políticas e/ou ações de preservação e/ou de gestão de bens culturais, e também funcionários ou representantes de instituições privadas, sem fins lucrativos, que atuem na área do Patrimônio Cultural. E, ainda, pesquisadores de universidades interessados no tema, nos países da Região de Abrangência do CLC, que engloba os países de línguas portuguesa e espanhola da América do Sul e de língua portuguesa da África e Ásia.
O CLC oferecerá até 25 vagas para o curso, distribuídas da seguinte maneira: duas vagas para cada um dos países que já tenham aderido ao CLC (Brasil, Cabo Verde, Chile, Colômbia, Equador, Moçambique, Peru e Uruguai) e uma vaga para cada um dos demais países da Região (Angola, Argentina, Bolívia, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Paraguai, Venezuela, São Tomé e Príncipe e Timor Leste).
Com duração de quatro meses, o curso é constituído de dois módulos, sendo um módulo presencial, realizado na cidade do Rio de Janeiro (RJ), e 1 um módulo a distância desenvolvido com os participantes nos respectivos países de origem.
A Comissão Científica responsável pela análise e seleção dos projetos dos candidatos será composta por representantes do Centro Lucio Costa, do Iphan e da UNESCO e por profissionais com notório conhecimento na área.
Para obtenção do Certificado de Conclusão do Curso, os participantes deverão ter, obrigatoriamente, o mínimo de 90% de presença no Módulo 1 (presencial) e atingirem uma média de 70 pontos na nota final. 

As inscrições poderão ser feitas, via internet, do dia 10 de junho a 24 de julho de 2016 no endereço eletrônico rede.centroluciocosta@iphan.gov.br. Confira as instruções para as inscrições na 1ª Chamada Pública de Curso de capacitação.
-------

Fonte: http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3636/iphan-e-centro-lucio-costa-lancam-1a-chamada-publica-de-curso-de-capacitacaohttp://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3636/iphan-e-centro-lucio-costa-lancam-1a-chamada-publica-de-curso-de-capacitacao

quarta-feira, 8 de junho de 2016



Os pequenos também vão ao Museu
Hoje dia 08/06/2016, o Museu do Trem recebeu a visita de 21 crianças da Creche Cirandarte, do Maracanã, com idade de 3 anos a 6anos.

O Museu, atual Casa do Patrimônio Ferroviário do Rio de Janeiro, fica na Rua Arquias Cordeiro, 1046 - Engenho de Dentro - Rio de Janeiro – RJ e as visitas podem ser agendadas pelos telefones (21) 2233-7483/7711.